Hambúrguer de MIOJO em NYC!

Oi gente!
Uma das coisas que eu mais amo fazer na vida é COMER! Aqui em NY eu tenho um milhão e meio de opções de restaurantes de todos os preços, tipos, culinárias, e eu adoro conhecer um pouco de tudo, não como muuuito fora porque acaba saindo do orçamento (oi mãe, e mesmo as opções mais baratinhas se for todo dia acaba saindo caro, mas ontem eu fui passear com a minha amiga, porque era o ultimo dia dela aqui em NY, e a única coisa que ela não tinha feito ainda e queria muito era comer o tal do hambúrguer de miojo, famoso do instagram!

Ramen Burguer

Edamame

Originalmente ele é vendido em Smorgasburg no brooklyn ou na mini versão da “feira” em Seaport em Manhattan, e foi lá que eu comi a primeira vez, mas quando chegamos lá tava tudo fechado, não descobri o motivo porque fui ignorada duas vezes, viva NY, mas por sorte tinha um restaurante Ramen.co duas quadras dali e conseguimos comer o burguer!

O hamburger é basico, pão de miojo, carne, um molho meio adocicado e cebolinha. Você pode escolher colocar queijo e bacon, e é isso! O gosto é bem estranho no começo, mas é uma deliiiicia! Vale MUITO  a pena comer um, pelo menos pra experimentar!

Ramen.com

Ramen.co

Ramen Burger

Eu juro que achei que o criador do hambúrguer tava ou bêbado ou na larica quando resolveu fazer esse hambúrguer em casa pela primeira vez, mas não, ele só basicamente copiou a idéia do Japão, a terra que mais come miojo no planeta… que chato! hahah

O endereço do restaurante que a gente foi é 191 Pearl Street lááá no Wall Street! Tem metro quase do lado, então fica rapidinho. E pra aproveitar a viagem vale dar uma passeada no pier, pegar algum dos barcos pra dar a volta na ilha de NY ou até mesmo andar pelas ruas de Wall Street que tem muita coisa legal pra ver e tirar fotos 😉

xoxo

VIDEO: COMPRINHAS DE INVERNO!

Essa semana postei algumas coisinhas que comprei pra começar a me preparar pro inverno de NY, to TÃO animada pra ver neve ao mesmo tempo que to morrendo de medo do frio (ODEIO).
Da PLAY 🙂

MEIAS FOFAS ❤
Me segue no snap e no insta pra ver o que rola por aqui em tempo real @jeemenasce ❤

As 10 verdades sobre morar “sozinha”!

0976989e2d45146f36374bba79a530d9

Sempre que eu me imaginava morando sozinha só pensava nas festas, em ter liberdade, em poder deixar minha bagunça em paz, fazer tudo na hora que eu bem entendesse… mas todo mundo sabe que na prática nunca é bem assim, né? Confesso que podia ser bem pior e tem vários pontos super positivos, é divertido, é mara, mas olha… não é fácil!

1. LAVAR A LOUÇA
Depois de comer, a coisa que eu mais quero é deitar um pouco e ficar de boas, não quero ter que lavar a louça, secar, guardar tudo no lugar, porque dá preguiça. Mas um fato sobre louça: SEMPRE TEM, e quando você menos perceber não tem nem copo pra beber agua mais!

2. ARRUMAR A CAMA TODO DIA ANTES DE SAIR
Não é obrigatório, mas minha roommate é SUPER organizada, então, se algum dia eu não arrumo a cama de manhã, me da preguiça depois (sou taurina!), e a minha bagunça passa o resto do dia ressaltada pela organização da outra metade!

3. LIMPAR E ARRUMAR!!!
É MUITO lixo, muita sujeira, muito pó! Mudei de cidade grande pra cidade grande então a quantidade de sujeira não mudou absurdamente (acho que não da pra piorar), mas passar pano, aspirador, pano de chão, esfregar privada, box, azuleijo ME MATA! Não chega nem perto da limpeza que eu tinha em casa, e as minhas roommates, que são americanas, não tem o costume de limpar tanto, então se eu quero regularmente limpo, eu tenho trabalho x2!

image1

4. SE QUISER COMER, TEM QUE COZINHAR!
Eu to sempre morrendo de fome, principalmente na hora do almoço e do jantar, eu até deixo alguma coisa pra esquentar, mas se eu quiser comer eu vou ter que cozinhar, não sou adepta da comida congelada, e ter que preparar café da manhã, almoço e jantar  pra quase todos os dias da semana é beeeeeem cansativo e mata um bom tempo do dia.

5. A LIBERDADE É MARA!
Não era presa em casa nem nada do tipo, mas quando você ta vivendo sem seus pais, você tem muito mais liberdade pra cuidar do seu tempo do jeito que você achar melhor.

6. FAZER SUPERMERCADO
Eu ainda não superei a velocidade que a comida vai embora, pelo menos uma vez por semana eu tenho que passar em algum mercado comprar alguma coisinha e carregar até a residência ou arrastar o carrinho 7 quadras nas ruas esburacadas de NY. Num bom dia pelo menos ninguém te atropela e derruba todas as suas coisas, e ainda reclama que você tava no caminho 😉 É sempre um sufoooooco!

7. LAVAR ROUPA
Aqui na minha residência o esquema da lavanderia é péssimo! Cada andar tem uma maquina de lavar e uma maquina de secar, e mais ou menos 30 pessoas pra fazer lavanderia. É uma bagunça porque a maquina de lavar leva 30 minutos e a de secar 60, então se você deixa sua roupa lá esperando pra secar as pessoas tiram e colocam em cima da maquina (eu fiz isso uma vez e deixaram uma nota mandando eu me fuder HAHAHA). Tem que ficar de olho, esperando, e as vezes fazer em horários estranhos pra conseguir as maquinas livres!

FullSizeRender
Querida seja lá quem foi que pegou as minhas roupas limpas e colocou ela em cima da empoeirada, suja maquina,  vai se foder. Tenha um dia de merda, BEIJOS”

8. APRENDER A DIVIDIR
O meu morar sozinha é dividido com três meninas, sempre tive meu quarto sozinha e achei que isso ia ser um problema, mas pelo contrario, é um ótimo aprendizado e é super divertido! Tem que dividir tarefas, tem que respeitar a comida e as coisas das outras,  nada demais, mas são coisas que você leva pra vida! 🙂

9. COZINHAR É DIVERTIDO
Quando a vida te obriga a cozinhar para sobreviver (rs) o jeito é criar um amor pela culinária. Eu detesto ter que cozinhar 3x por dia, mas quando eu começo eu sempre acabo me divertindo inventando novas receitas, criando algum prato e principalmente comendo alguma coisa que eu fiz e ficou bom!

10. VOCÊ FICA MAIS RESPONSÁVEL
Fora cuidar da casa, comida, roupas e limpeza no geral, eu também tenho que acordar cedo, ir pra aulas, estudar, coisa que eu jurava que não faria tão bem se alguém não me acordasse pra ir pra escola no colegial. Você vê que quem toma conta de tudo agora é você, e não adianta ir pro outro lado do mundo se você não der seu máximo nos estudos e tomar o controle da sua vidinha, é muito recompensador ver o quanto ta valendo a pena ❤

Saudades de casa sempreeeee vai existir, mas nas horas que você tem que lavar suas roupas, cozinhar, lavar banheiro e cozinhar, AI SIM APERTA! Te amo mãe ❤ hahaha

NY: A experiência Bridal Week!

IMG_7745

Oie!
Uma das melhores coisas de estudar no FIT são todas as oportunidades de trabalho que eles oferecem, empregos no mundo todo (tem até no Japão), trainees pelos EUA, estágios e voluntários.
Como estudante internacional no primeiro ano eu não posso fazer nada além de voluntário, então qualquer oportunidade de voluntário que surge eu to dentro, nesses dois meses já fiz dois dias de Fashion Week, Bridal Week e Beautycon.

Eu sou apaixonada por vestido de noiva, acho tudo maravilhoso, assisto “say yes to the dress” até não aguentar mais e poderia ficar olhando todas as opções de vestidos por horas, então, assim que eu recebi o email que eles tinham oportunidades de voluntário me inscrevi no mesmo minuto.

IMG_7288

Essas coisas são super sem informação, então quando você chega lá você descobre o que você vai fazer. Nesse dia não cuidei de nenhum desfile e sim do Showroom de uma marca Israelense que chama Orabella e é MARA! O dia de trabalho se baseia praticamente em ajudar o time a “vender” os vestidos da marca pros buyers de lojas de vestidos de noiva, multimarcas e boutiques.

No nosso stand ficavam os donos da marca, a RP da marca que era quem passava $$, apresentava a marca e fechava a compra, euzinha e outra voluntária. A gente se dividiu nas funções, eu cuidava da modelo de prova, fazendo o styling, colocando os vestidos que os buyers queriam ver no corpo e escolhendo o que ela podia vestir pra chamar a atenção do povo todo, junto com os donos da marca, e ela cuidava das vendas e de atrair cliente, junto com a RP. Eu ainda não fico 100% segura do meu poder de convicção em inglês hehe, então achei nossa divisão perfeita!

IMG_0113 IMG_6048 IMG_9973

Como a maioria dos eventos é um dia inteiro de trabalho, das 8:30 as 18 sem hora completa de almoço nem nada, mas é sempre uma boa experiência e você acaba fazendo contatos que podem ser importantes pra vida. O trabalho é voluntário e a empresa não precisa te pagar nem almoço se eles não quiserem hahahah! Eu dei sorte e ainda rolou um frango com legumes pra quem tava trabalhando, VIVA!

O evento é muuuuito lindo e acontece em NYC todo ano, com certeza o voluntário vale a pena, mas pra quem ta de passagem na data do evento, pode ser um programa bem menininha e divertido pra se fazer aqui na cidade! ❤

Bjs!

Pra ver mais me segue no snap jeemenasce, e no insta @jeemenasce :*

 

NY: Fazendo supermercado na cidade!

Ae Ae! Vim falar de um tema polêmico que gasta muitas horas da minha vida aqui em NY: GROCERY SHOPPING, nosso famoso supermercado.

69ffc5ac8e50cd4f4b581187d94def69

Em casa eu NUNCA tinha que fazer supermercado, e quando passava em algum, era pra comprar salgadinho e doce pré cinema, ou alguma bobagem pra fazer um ˜jantar gourmet˜em casa, então eu não fazia idéia do trabalho que dá, sorry mãe! Como eu to morando em quarto estilo apartamento e eu não tenho plano de refeição (que você tem X refeições semanais na cantina da facul) eu tenho que cozinhar almoço e jantar todo santo dia, e haja comida. Minhas viagens pro mercadão se tornaram frequentes porque eu compro frutas, saladas e bebidas geralmente uma vez por semana, e um geralzão de comidas no geral a cada 15 dias.

Os problemas de ir fazer supermercado aqui em NY:

1- CARO, CARO, CARO! Toda vez vai cerca de 60$, porque carne é cara, peixe é caro, frango é caro, bebida é cara, pão é caro, cream cheese é caro. “Nossa, mas você compra em supermercado caro”, e essa é a afirmação que nos leva ao segundo tópico.

2- EU NÃO TENHO UM F*&% CARRO E TENHO QUE CARREGAR TUDO! “Nossa, mas que fresca”. Gente, tipo eu tenho 3 supermercados nas redondezas, de 3 a 7 quadras de distancia, pra andar de boa, passear e etc é ótimo, agora levar sacola com engradadinho de suco, carne, arroz, macarrão e molho, PESA, e PESA MUITO! Eu uso as vezes um carrinho pra carregar as coisas até em casa, mas ainda sim é tanto buraco, tanta construção e tanta gente, que você acaba fazendo levantamento de carrinho na metade do percurso

3- Pesquisar preço de produtos específicos vai ter salvar $$. Começando pelas opções que eu tenho por aqui: Gristedes, Whole Foods, Trader Joe’s e Fairway. Todo dia eu ouvia como o Whole Foods é um absurdo de caro por ser orgânico e voltado pra classes mais altas, ok. Uma amiga me disse que o Gristedes era barato, e eu acreditei. Até que um belo dia resolvi ir no Whole foods pra dar comprar um molho que só vende lá (Aqui é assim, não tem tudo em todo lugar não as marcas de cada um são especificas) E pra minha surpresa TUDO lá tava 1$ mais barato que no Gristedes, só que tudo lá é orgânico!! Com o passar do tempo, estudei os supermercados na aula e descobri que o Trader Joe’s tem o melhor custo-beneficio e que também é focado em comida orgânica e natural, é mais longe, mas tem me feito uma baita economia! O problema é que tem coisas em cada um desses mercados que são mais econômicas, o whole foods tem peixe mais barato, o gristedes tem refri, o trader joe’s no geral tem mais opções e acaba salvando mais $$. Eu to preferindo comprar as coisas que valem mais a pena em supermercados diferentes, mesmo perdendo um pouco mais de tempo, né?

1674b309f69f8a9b7f59a0e9954983dd

EXTRA! EXTRA!

WHOLE FOODS
– As lojas (acho que todas) tem uma sessão MARA de produtos naturais, aromaterapia, produtos naturais pra pele, cabelo, unha, vitaminas, óleos, velas… da vontade de comprar tudo!
– Tem peixes já temperados e grandões que são muuuuuito bons, alguns molhos também são mais baratos por lá.
– A qualidade dos produtos é garantida, e eles são conhecidos por isso. Quem prefere gastar um pouquinho mais pra comprar produtos saudáveis e de qualidade, pode ir lá que é garantido
– Na lojas (não sei se eu todas) eles tem algumas mesas de self service de salada e comidinhas, pratos quentes prontos, sushi, tudo pra pegar e comer na hora!

GRISTEDES
– Bom pra comprar o geralzão porque tem tudo. Você acha todos os tipos de refrigerante (que não tem nos mercados saudáveis), tem nutella, tem manteiga e creamcheese normal e assim vai… eu diria que é um carrefour da vida, mas com preço de pão de açucar

TRADER JOE’S
– Muitos queijos delicias e bastante opções!
– A linha do próprio supermercado é cheia de coisas boas, tem agua com gás e limão, tem molhos, congelados “saudáveis” e tem até aquele sal rosa retirado do fundo das cavernas do Himalaia, rs, que dizem ser “saudável” por um preço ótimo!

TEM QUE VER EM NY: Sleep no more

Robin-Roemer-Nick-and-Sophie

Gente, esse é um assunto que me deixa LOUCA, eu não consigo falar sobre esse teatro imersivo sem ter vontade de falar durante horas, e só elogios, foi uma das coisas mais incríveis que eu consigo lembrar de ter feito nos últimos tempos.

Pra começar é uma experiência diferente de tudo que você consegue imaginar. O cenário é uma cidade meio macabra que fica dentro do hotel McKittrick, são 5 andares de puro entretenimento, e lembre-se de usar sapatos confortáveis porque tem escada, tem que andar, tem que correr, então be ready!

Sleep No More Hecate-s detail lit

Na entrada cada convidado recebe uma mascara branca e uma carta de baralho, o primeiro ambiente é um bar onde você pode pedir drinks, petiscos, tudo bem anos 20, mara. Após alguns minutos o primeiro grupo é chamado (eles usam as cartas para separar os grupos por naipes ou cores) direto para um elevador onde as instruções são dadas, não pode falar, tudo pode ser tocado, ou seja você pode mexer nas gavetas, sentar no sofá, deitar no chão e explorar TUDO que você quiser. Eles sugerem que você ande sozinho lá dentro pra conseguir viver a sua própria e única experiência e sentir o medinho e a tensão.

A história base da peça é McBeth do Shakespeare, que todo mundo conhece por cima, mas eu dei uma lida num resuminho só pra não ficar perdida la dentro, mas não acho que um contexto faz tanta falta assim. Tem várias cenas acontecendo ao mesmo tempo, e você pode acompanhar o que você tiver vontade, assim que os atores finalizam uma cena, eles seguem para a próxima, e é só você continuar sempre com o mesmo pra ter uma historia linear. Caso contrário, vai explorar e você sempre vai acabar achando algo surpreendente.

SLEEP-2-articleLarge-600x262

O mais legal é que no final quando você reencontra a sua gal, cada um teve uma experiência diferente, fiquei sabendo de pessoas que conseguiram encontros com os atores em particular em alguma parte que eles se encontraram sozinhos em algum aposento, eles tiram sua mascara, leem a sua mão, conversam com você, ou sei lá o que mais rola, porque eu não fui escolhida, hehehe!

tumblr_inline_nbax3ppErW1qjd3zi

Se eu puder dar um conselho sobre NY é: GUARDA UM $$$ E VAI VER ESSE SHOW! É MARA, É FODA E VALE CADA CENTAVO. Eu já vi e vou ver de novo muito logo, OLHA ESSAS FOOOOOTOS!!!

BEIJO ❤

Morando em NY: O que eu como aqui? :O

COMIDA. Esse é um assunto recorrente do meu dia a dia, eu não gostava de cozinhar e fazia a maior bagunça quando queria brincar de fazer jantar em casa, aqui eu tenho que cozinhar se eu quiser comer… Eu acabo comendo fora algumas vezes por semana, pegando pizza, sanduba ou alguma coisa que não seja absurdamente cara (difícil), mas no geral eu tenho cozinhado arroz pra semana toda, e cada dia faço um complemento diferente. Isso quando eu e a Vic (minha roommate) não decidimos fazer um jantar gourmet, hehe.

Apesar de eu ter um numero considerável de fotos de comida pra mostrar pra vocês, isso não é nem 1/3 da realidade, e a maioria eu tirei pra mostrar pro mundo que eu sou capacitada 😉 Algumas coisinhas eu procuro receita, outras eu invento a coisa mais rápida e prática, e aparentemente eu sei cozinhar… quem diria.

EU QUE FIZ!

comidaeufiz

Lado esquerdo: 1. Penne com molho spicy e camarão e bruchetas de salmão defumado com abacate e shitake com cream cheese (esse foi gourmet); 2. Mac’n cheese (o miojo deles!!); 3. Salmão com crosta crocante, arroz, feijão e farofinha; 4. STROGONOFF <3; 5. Ovo frito (porque eu não sou obrigada a nada)
Lado direito:
1. Arroz, feijão e saladona; 2. Nhoque e saladinha com salmão defumado; 3. Quinoa balls (victoria que faz esse <3); 4. Salada de espinafre com shitake; 5. Cubo de carne com shitake e arroz.

NADA disso levou mais de meia hora pra ficar pronto! 🙂 No máximo o arroz que eu faço mais ou menos uma vez por semana, mas de resto é tudo rapidinho e delicia! 🙂

COMI FORA hihi

comidafora

Esquerda: Hambúrguer de miojo; bandeijinha de japa (na falta de rodízio); PIZZA DE UM DOLAR!!!; Feijoada do meu restaurante brasileiro preferido (Brazil Brazil)

Direita: Bruschetta de salmão defumado (Le pain quotidien); Sanduiche de frango do starbucks; frutos do mar (brooklin crab).

Queria ter foto de mais coisa, mas eu nunca lembro, geralmente porque eu to quase morrendo de fome, literalmente!

Quem tem receitinhas rápidas e delicias pra recomendar? 🙂

bj

Livro: Caixa de passáros | JOSH MALERMANN

capa-770x280

Gente, esse livro é maravilhoso, é um thriller psicológico que te deixa aflita durante toda a história, os capítulos se alternam entre presente e passado, e a história vai se completando aos poucos. Vi pessoas que comentaram que o livro é de terror, que deu medo e etc… Eu não achei que chegou nesse ponto, pode rolar uma angustia, uma aflição, mega curiosidade…mas medo? Vai de pessoa pra pessoa!

Sinopse: Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Ok, o livro roda em torno de uma *criatura*, que enlouquece qualquer pessoa que olhar pra ela. Ninguém sabe o que é, mas ninguém é imune. O único jeito de se proteger é viver em lugares completamente excluídos do mundo exterior ou com vendas para proteger os olhos. Malorie, a personagem principal é uma das sobreviventes desse surto, e vai para uma casa com outras pessoas que conseguiram escapar, aprendendo a sobreviver no escuro, e com recursos limitados.
Porque o livro é muito bom? A narrativa que se alterna entre dois tempos, vai dando informações do que esta acontecendo aos poucos, e mostrando as consequências de um mundo “sem visão” que está sob ameaças invisíveis.
Se você entra no livro, e consegue imaginar a situação, ele fica muito mais intenso, e a experiência vai valer a pena 🙂

Quem curte ensaio sobre a cegueira deve curtir o livro também, afinal, é um reflexo da sociedade e do comportamento humano!

Não vou comentar sobre o fim do livro, porque eu estou revoltada!! hahahahah quem leu? Me conta o que achou, porque eu ainda não superei!

beijos ❤

5 coisas que os americanos precisam aprender com os brasileiros!

Oi gente! Tem video novo no canal 🙂
Quando você começa a conviver com outra cultura, sempre tem aquelas coisinhas que vão te fazer morrer de saudades de casa, então fiz esse video brincando com as 5 coisas que eu adoraria que os americanos aprendessem com os Brasileiros.

E ai, concordam?
Se gostaram, entra lá no canal, se inscreve, curte e comenta, que tem muuuitos videos vindo por ai.

Bjbj

Estudando moda em NY: Primeiras impressões

11998471_10153626731879172_4352779_n

Oi gente, tudo bem?
Nesse post vou contar um pouquinho das primeiras impressões de NY, do curso, de minha vida aqui, fazem oficialmente 20 dias que eu to aqui e nem da pra acreditar que já passou tudo isso de tempo. Nesse post vou contar um pouquinho das minhas primeiras impressões e de como é tudo por aqui.

Pra quem não sabe eu to morando no campus numa residência com outras três meninas, todas americanas, num “apartamento” com cozinha, banheiro e dois quartos, e não é tão ruim como eu esperava… Eu nunca tinha dividido quarto na vida, e tava enlouquecendo com a idéia de ter que fazer isso com uma pessoa que eu nem conhecia, mas dei muita sorte e acabei ficando com meninas super legais!

A faculdade em si é bem diferente do sistema brasileiro, pelo menos da Anhembi, e o curso apesar da grade ser parecida com a minha antiga, o método de estudo e os professores são completamente diferentes, não tive aulas suficientes pra conseguir dar um panorama completo do curso, mas a maior diferença que eu senti foi a preparação pra trabalhar na industria, aqui eles realmente querem que você consiga um trabalho num cargo top, numa empresa MARA, e toda aula eles reforçam a importância de networking.

11994455_10153626731964172_1743265890_n 11997064_10153626731909172_407050927_n11998083_10153626731894172_388678166_n

Vou andar por uma vida em alguns meses. Eu sou viciada em carro, eu amo dirigir e apesar de me estressar no transito, era um momento que eu tava curtindo o radio, de boas, na minha bolinha preta linda, e aqui eu to vivendo de metrô e apé, sempre que eu to com mais disposição tento caminhar pra poder ver as coisas e ser saudável hehe, e o metro apesar de ser um forno humano é ótimo e me leva pra quase todo lugar que eu preciso, e mesmo assim tem escada pra cacete #bundadura!

Viver aqui saudavelmente é caro! Não fazia mercado em SP, thanks mom, mas aqui eu tenho reparado que a pizza, comidas congeladas, gordas e salgadinhos são bem mais baratos que comprar frutas, verduras e etc. Senti saudades de algumas coisinhas que tava acostumada a comer, mas nada que o mercado Brasileiro não tenha resolvido 😉

11998447_10153626732034172_1265671745_n 11997155_10153626731884172_13631951_n

A cultura não é tão diferente assim. Antes de conviver com as meninas do meu quarto e poder ver de perto a cultura americana, minha visão era 100% baseada em FILMES e SÉRIES. Mas no geral eles são bem parecidos com os brasileiros, eles fazem esquenta, comem porcaria, reclamam da aula, do clima, que não tem roupa e o cabelo ta ruim, eles dormem super tarde, pegam gente na balada, tem os mesmos problemas de relacionamento que os nossos, msgs não respondidas no dia seguinte e querem viver a vida ao máximo. São coisas pequenas mas que eu juro que pra mim era ouutraaa coisa!

Ainda tenho muuuuuuito pra aprender né xente, mas por enquanto é isso!
Se tiverem alguma duvida sobre o curso, a facul, a vida aqui e qualquer coisa é só deixar nos coments 😉

Beijo beijo