Estudando moda em NY: FIT x Parsons

nyc

FITNESS

O FIT tem academia e algumas aulas tipo yoga, zumba e etc disponíveis para os alunos, a taxa é incluída na tuition, então todo mundo que é aluno lá pode usar a abusar das áreas fitness.

A Parsons não tem academia no campus e sim nos dormitórios, ou seja, quem não vai morar nas residências não tem academia, maaaas pelo que eu li tem algumas aulinhas fitness que a parsons oferece para os alunos!

SOCIAL

Não, eu ainda não to lá, e to me baseando 100% em facebook, posso mudar de opinião depois e ai eu venho contar, mas por enquanto na minha super analise, eu senti um senso de comunidade mais forte na Parsons, qualquer post, sobre qualquer coisa tem MUITA interação. A galera marcando academia, festa, acampamento, ou simplesmente se apresentando e conversando sobre qualquer coisa.

Nossa, e o FIT? Tem também, mas a frequência e a interação são menores, os posts com muitos comentários parecem conversas entre 3 ou 4 pessoas, e não várias pessoas realmente conversando sobre o assunto! Pelo que andei lendo, as pessoas lá tem tanto trabalho que fica difícil ter uma vida social ativa, será?

fit

A ESCOLA

A parsons é mais ligada na arte, e o FIT no lado dos negócios e técnico da coisa. Isso reflete na arquitetura, nos alunos, nos professores… A Parsons é maraaa de se ver, toda moderna, tem um campus novo que é de babar, e o FIT é super tradicional, bem grandiosa e sem muito mimimi.

O método de ensino também acaba sendo diferente, na Parsons eles querem que o aluno descubra o caminho pra chegar no resultado, através da liberdade, do auto-conhecimento, da exploração de várias áreas, por isso o foco em arte. E no FIT é matéria, é lado técnico, eles te ensinam o caminho todo pra ter um resultado satisfatório, a grade é bem mais restrita a áreas que realmente interessam para o curso. Eu acredito que o destaque pro business vem exatamente dai.

$$$$

O FIT e a Parsons tem diferenças gritantes quando falamos em dinheiro, o FIT é uma escola “publica” e a Parsons particular. Diferentemente do Brasil, lá as escolas publicas também são pagas, porém, beeeem mais baratas para quem mora lá. Estudantes internacionais pagam quase o triplo dos cidadãos americanos. E nas escolas particulares o valor é o mesmo independente de onde você more…

Prós e contras disso tudo: O FIT não oferece nenhum tipo de financiamento, ajuda de custo ouuu a opção de plano de pagamento para estudantes internacionais, é mais barato sim, mas o preço é aquele, sem negociações.

Na Parsons, eles oferecem descontos, bolsas pra quem teve uma application impecável, financiamentos, e é possível negociar o valor. Vale a pena analisar as formas de pagamento de cada uma pra ver o que encaixa melhor no bolso

parsons

DOCUMENTOS E STUFF

Gente, esse é outro tópico que eu to falando de acordo com o que eu tenho lido no face, porque eu só sei na pratica como foi com o FIT, eles tem prazos muito mais curtos e determinados que a Parsons, demorei mais para ter a resposta da aceitação, mas depois disso foi tudo MUITO rápido, documentos pra tirar o visto, registrar pras aulas, escolher dormitório, roommate e etc.

Na Parsons o povo ta loco no grupo, que não conseguiram se registrar, não conseguem marcar com o advisor, os estudantes internacionais não receberam nada pra poder tirar o visto ainda… Acredito que pelos prazos serem maiores e não tão estabelecidos o processo demore um pouco mais, mas tudo deve dar certo no final. Claro que bate um desespero básico, mas tem que ter paciência né?

De resto, salas, residencias, reputação das escolas, eventos, estágios não vi muitas diferenças, todas tem muitas vantagens e valem super a pena! Vou poder contar mais quando realmente estiver lá né, mas pra quem ta na duvida, qualquer ajuda é valida 😉

Quem souber mais, pode me contar hein!
Beijo beijo

 

Estudando Moda em NY: Documentos e mais documentos

NY

Depois de ser aprovada, você acha que é só felicidade, se matricular e pronto? HAAAA quem dera! E pior que pra gente que não ta acostumado com todo esses processos das faculdades de fora, fica ainda mais complicado! Aqui se você conseguiu passar na facul dos seus sonhos, você se matricula, entrega os docs que eles pedem e fechou, néam?
Porém, quando você decide estudar fora, você tem que tirar o visto de estudante, você tem que enviar documentos de saúde, comprovar que você tem as vacinas obrigatórias, aplicar pra residência caso seja sua escolha, achar roommate, escolher suas aulas… não é pouca coisa não!
Mas vamos lá pro passo a passo, outro post que vai ser construído aos poucos e que vai ficar enorme! Eu acho que pode ajudar bastante quem precisa, porque eu sofri e nem o google me ajudou… hahaha

Lembrando que eu escolhi o FIT, mas cheguei a pagar a parsons caso eu não tivesse conseguido o FIT, então consegui ver um pouquinho dos processos das duas.

PRIMEIROS PASSOS

A primeira coisa que você vai precisar fazer, é pagar o tuition deposit pra garantir a sua vaga, geralmente essas taxas não são reembolsáveis e tem uma data limite pra ser paga. Depois disso, a sua página de aluno vai ser liberada, e por lá você vai poder fazer quase tudo que precisar.

No FIT quase todo o processo é ainda feito por carta e email, eles não vão te avisar se você passou ou não por email, o que é um porre, mas quando chega a carta, os processos são super bem explicadinhos, e você pode pagar pela internet com o formulário de tuition e os dados do cartão pelo email (foi o que eu fiz)

APLICANDO PARA RESIDÊNCIA

Após conversas intermináveis com meus pais, a conclusão foi que residência pra começar seria melhor, porque eu sou desligada, e a segurança lá é melhor, e eles não querem que eu morra e tals… Bem que eu queria um apto New Girl na minha vida, mas não vai ser agora hahahaha.

Bom, como eles me enviaram a resposta quase 1 mês e pouco atrasada eu sabia que ia ter problemas, porque a preferência é por “ordem de chegada”. Pela minha pagina do FIT preenchi os formulários e paguei a taxa de 300$ (tudo tem que pagar) esperei os 3 dias que eles pedem para confirmar e ai eu vi que tava na fila de espera, com 15 pessoas na minha frente…

Demorou cerca de um mês, mas a lista rodou mesmo! E eles te enviam email com todas as datas assim que você é confirmada, com escolha de quarto e roommate!
A sua posição pra escolha da residência é de acordo com a ordem que você foi aprovado, ou seja, eu estava na merda, se eu não tivesse arranjado um roommie que tinha horário de escolha mais cedo que o meu! Sorte! Vou ficar no Alumni Hall, que é um dos mais concorridos por ser tipo suite e não tradicional. Vai ser a primeira vez na vida que eu divido quarto com alguém, e o “apto” com mais 3 pessoas, ai gente…

VISTO DE ESTUDANTE – e todos os trilhões de formularios
Parte 1- Comprovação financeira

Assim que você receber a carta de aceitação e pagar a tuition, você entra no link de internacional students no site do FIT e baixa o ISTS, imprime e preenche. Esse é o tipo de coisas que seus pais vão ter que fazer pra você, porque é um formulário pra você provar que tem como pagar o seu ano de estudos, moradia e custos básicos de vida por um ano lá, eles dão um valor estimado, e você pode preencher com varias fontes pagando o valor pra você, ou apenas uma conta, e eles pedem junto com esse formulário uma carta comprovando aquilo tudo, então você pode pedir pra sua gerente do banco fazer uma carta carimbada e assinada pra você (em inglês, ou tem que traduzir e juramentar).
Escaneia o ISTS, carta/cartas comprovando as informações e a pagina principal do seu passaporte e envia para o email do FIT que veio indicado na carta de aceitação.
Após 5 dias eles te respondem se foi aprovado e te enviam o I-20. O segundo formulário a caminho do visto. Tudo isso levou cerca de 15 dias, foi beem rápido

Parte 2 – I-20

Recebi o I-20 cerca de uma semana depois que enviei o ISFS. É um documento que ja veem preenchido pela faculdade, com um espaço em branco para ser carimbado na sua chegada aos EUA.
Você vai receber ele junto com uma carta explicando os próximos passos, que é preencher o I-901 online e pagar os 200$ da taxa SEVIS (você vai ter que levar ambos no dia da entrevista para o visto), e o formulário D-160 que é para a solicitação do visto.

Parte 3 – Agendando o visto

Me senti uma burra procurando aonde agendava a porcaria do visto depois de preencher o formulário no site do consulado. Ao invés de ser tudo na mesma página… não!!!! Uma coisa em cada canto dessa internet maravilhosa. Fui só eu?
Os agendamentos, tanto no CASV (foto e dedinhos) como no consulado, estavam super fáceis e eu consegui matar tudo em 3 dias.
Levei uma porrada de coisas pra entrevista no consulado e o cara só me pediu o I-20 e a taxa SEVIS… mas melhor previnir né?

FORMULÁRIOS DE SAÚDE

Essa parte é muito chatinha, você precisa se certificar que tem todas as vacinas obrigatórias e um médico precisa assinar e colocar as ultimas datas que você tomou cada uma, é simples, mas sempre tem alguma vacina faltando…

Você pode enviar o formulário por email, ou escanear e postar no site de saúde (você vai receber o link na sua carta). Lá você vai preencher também o seu histórico médico, para assim poder dar entrada no seguro saúde, que é super importante hein 😉

MARCANDO UM BATE PAPO COM O ADVISOR

Você vai precisar marcar uma sessão com o seu advisor, ele vai te ajudar com a sua grade, tirar suas duvidas, e te falar um pouco sobre o seu curso! É obrigatório e você vai receber um email te cobrando! Tente marcar antes e depois de criar a sua grade, vai ajudar muito! 🙂 O papo é bem legal e da pra tirar todas as duvidas!

É bem importante ficar atenta as datas dessa conversa, pra não ficar sobrando!! Eu tive alguns problemas nas matérias de inglês (que são obrigatórias pra estudantes internacionais), e foi a minha advisor que resolveu tudo pra mim 🙂

ESCOLHENDO AS AULAS

Para escolher suas aulas você deve seguir a sua grade, a diferença são os horários e os professores, por exemplo, você tem a mesma matéria em diferentes dias e horários, com diferentes professores, então é bacana dar uma pesquisada antes da data pra se registrar.
Eu acessei a listagem de aulas do meu curso, fui vendo o nome dos professores e jogando no Rate My Professor, que é um site onde os alunos dão notas e reviews pros professores! Me ajudou muito a escolher alguns que eu gostaria de ter como professores, isso varia com o perfil de aluno, tem gente que ama aula interativa, gente que gosta de um professor que passa mais matéria, ai é com você… Mas vale a pena dar uma espiada em cada professor antes, e criar uma listinha de preferências.
Os professores mais disputados fecham as classes rapidinho, eu entrei no sistema 15 min depois, e alguns já estavam indisponíveis, então é bom ficar esperto 😉

É basicamente isso que você precisa saber e estar em dia assim que passar na sua faculdade dos sonhos! Fique sempre ligado nas datas pra não perder nada, nem atrasar a sua matricula, e se joga
bjbj ❤

Passo a passo: Estudando moda em NY <3

Bom, esse post vai ser construído ao longo de seis meses, pra eu não deixar passar nenhum detalhe, eu to fazendo ele pra ajudar quem tem alguma dúvida sobre intercâmbio pros EUA, mas principalmente pra quem quer prestar Parsons ou FIT em NY, porque os processos de seleção das faculdades lá são diferentes, cada uma tem um método, um deadline, uma exigência, então não da pra generalizar! É um post gigaaaaaaante mas bem informativo e detalhado, então preparem-se! Eu tive muita dificuldade em achar infos pra estudante internacional, então espero que ajude! 🙂

ny

Escolha da cidade e do curso

Começando pelo começo, a minha primeira opção em mente sempre foi NY, eu sou apaixonada por aquele lugar, e confesso que nem cheguei a pesquisar muito fora disso.
Sobre o curso eu estudei bastante as minhas opções, análisei o tempo dos cursos e as áreas da moda que eu podia escolher, e acabei optando por um Associate Degree que dura um ano. A principio eu queria uma pós, mas como acabei de me formar (dezembro 14), eu ia ter que acabar esperando um pouquinho mais pra ir devido as exigências dos cursos.

O AAS da uma preparação mais focada em alguns assuntos pra preparar o aluno pro mercado, sem aquele panorama geral que a faculdade tem. No FIT eu escolhi: Fashion Merchandising Management   e na parsons: Fashion Marketing. Apesar de serem o mesmo tipo de curso com assuntos similares, para o curso com duração de um ano no FIT é necessário ter diploma na faculdade ou alguns créditos equivalente e na parsons não.

TOEFL – A saga

Como ambos os cursos são creditados é necessário fazer e ter uma determinada nota no toefl, que é uma prova de proficiência em inglês. A maioria dos cursos livres, não creditados ou de curta duração não pedem isso, o que é um ponto positivo.

 

Eu resolvi fazer o curso preparatório da Cultura Inglesa, porque eu sempre fico muito nervosa nessas provas, e achei que se eu tivesse melhor preparada poderia me sair melhor! Eu não precisava de nenhuma nota super alta. A nota máxima é 120, a parsons pede nota 79 para esse curso e o FIT 85.

Foram 4 meses (perdi o começo), e eu achei o curso bem pontual. Prestei a prova, que é maçante porque são muitas horas e muitas questões, com textos chatos e super difíceis sobre biologia, universo, cometas, e tudo de pior e nada a ver que você puder imaginar.

Consegui tirar a nota que eu precisava, mas fiquei desesperada nas 2 semanas que você tem que esperar pra sair o resultado!

Dica: Durma muuuito bem um dia antes e treine muita leitura e conversação, são coisas que ajudam muito na hora da prova 😉

Documentação

Uma das pioooores partes possíveis, são necessários inúmeros documentos, todos traduzidos para o inglês, e avaliados pelo WES, que faz a equivalência do seu histórico de aulas daqui com as que são cobradas lá. Vai bastante dinheiro nessa brinks. As taxas de inscrição para as duas faculdades são de 50$ e deve ser a primeira coisa que você deve finalizar.  E claro que deve fazer tudo de acordo com o deadline, pra não deixar documentos pra ultima hora! Não adianta fazer a application e deixar a vida levar!

Sobre os documentos solicitados no meu caso: eles pediram o diploma e o histórico do colegial e o diploma e histórico da faculdade, os dois deviam estar traduzidos (com tradução juramentada) para o inglês. As traduções dos 4 documentos saíram por mais ou menos R$ 600,00, e eu fiz na AMK traduções, que me atendeu perfeitamente bem.

Como sou estudante internacional, tenho que mandar todos os meus documentos para o WES, e não direto para a faculdade. O WES é um serviço de equivalência de créditos e matérias, que ajuda as faculdades de lá entenderem melhor o seu diploma e a sua escolaridade, e nisso vai mais uns 250$ pelo serviço, e você pode escolher as opções de entrega, onde eles mandam os documentos prontos para a faculdade, o que poupa tempo e dinheiro provavelmente.

Dica: Crie um calendário com os prazos dos documentos! A partir do momento que tiver certeza que vai prestar alguma faculdade lá, já paga a taxa e completa a application.

Para enviar para o WES

Eles são cheios de burocracias, para o envio do histórico escolar a instituição de ensino que deve enviar, ou seja sua escola ou faculdade, por exemplo, você leva o seu histórico para traduzir, depois disso, você tem que levar para a faculdade/escola as seguintes coisas:

– Cópia do histórico escolar (NUNCA o original)
– Tradução juramentada para o ingles
– Documento de comprovação (disponível no site do WES) onde você vai assinar e a sua escola vai assinar

Eles devem colocar num envelope da instituição e fazer o envio. Caso eles não façam isso, faça todo o processo de como se eles fossem enviar, mas você leva até os correios, não esqueça de colocar os dados deles no envelope.

O diploma deve ser enviado pelo aluno, nesse envelope vai apenas a cópia do diploma e a tradução juramentada.

O Fedex saiu R$56,00 cada envelope, OUCH! E tive que enviar em 4 separados, porque teoricamente a escola e a facul mandaram direto.

Tive uma questão nesse meio tempo do processo do WES, e a comunicação com eles é péssima, eu fiz o primeiro ano em uma escola, e o segundo e o terceiro em outra, e quando eu informo esses dados no site eles pedem um histórico e um diploma para cada escola que eu estudei.

Como aqui no Brasil o histórico de ensino médio sai completo, independente de quantas escolas você frequentou, eu fiz uma carta explicando que estava tudo ali, pedi para a secretaria da escola assinar, e coloquei junto com a documentação. Funcionou! YEY

P.S. Gente, fiquem em cima do WES, mandem email, acompanhem a chegada dos documentos porque é demorado, é complicado, e pra não perder o prazo tem que ficar atenta! Muita gente reclama e tem problemas com isso :/

Essays

Nas matriculas das faculdades, as duas pedem uma redação contando sobre você, porque você tem interesse no curso e etc. Ja me falaram pra encher esse texto com muito amor, paixão e verdades, porque é como se fosse a entrevista. Demorei pra fazer por pura preguiça de escrever esse texto enorme em inglês, mas fiz para não perder as datas! A parsons ainda pede uma analise de uma campanha de mkt de moda, eu fiz sobre o perfume n5 da chanel com a gata da Gisele, apesar de ser uma campanha de perfume, é todo sobre moda!

Deadlines

É suuuuper importante entender completamente as datas que as faculdades te dão. Por exemplo o FIT tem duas fases, até 1 de janeiro a application precisava estar completa e paga, e depois eu ainda tinha 1 mês pra organizar documentos, toefl e redação para enviar. Caso os documentos chegassem depois do dia 1 de fevereiro eles ainda seriam revisados e analisados, mas não com prioridade. Os documentos traduzidos e enviados pelo WES foram para lá no dia 23 de fevereiro. (ou seja, SUPER ATRASADO)

Ja na Parsons a folga foi bem maior, porque o primeiro deadline era só em abril.
Isso pode fazer você se confundir, então manda email, pergunta, pesquisa e deixa marcado quando cada etapa precisa ser cumprida.

Eu sugiro uma agenda ou um calendário deixando todas as datas bem definidas, e com uma programação do que enviar cada dia, o que tem que buscar, pagar, preparar, porque assim você se programa para sair tudo certo! Se quiserem posto o que eu usei como base pra me ajudar 🙂

Fui aprovada?

Fiquei sabendo que fui aprovada pela Parsons no começo de Abril, eles colocam no site mesmo, sem gastar papel, sem gastar com correio, sem gastar colando envelope, e foi uma sensação muito boa, não tava nem acreditando!! EU TIVE UM TRECO INTERNAMENTE.

Depois disso você paga uma taxa de 500 doletas pra garantir a vaga e pronto, você ta oficialmente matriculado…

Recebi a carta do FIT semana passada, na SEGUNDA SEMANA de maio!!! Eles enviam tudo por correio, inclusive os próximos passos.

A taxa lá é de 150, e pode ser enviada por correio (cheque ou dinheiro) ou cartão.
Como eu estava muuuito em cima dos prazos, preenchi os dados do cartão, e enviei para eles via email. Foi efetivado no dia seguinte!

Escolhi o FIT no final das contas! Visitei as duas escolas em abril, perguntei pra várias pessoas que entendem e moram por lá, e a grande maioria disse que Parsons é mais recomendada para quem cursa design/artes e FIT por ser mais técnico tem foco em negócios. Mas ambas dão as mesmas oportunidades, e são as duas referências de NY!
Ou seja, qualquer uma vai te dar um currículo impecável.

Gente, eu consigo entender tudo lendo (HA HA HA), mas tem um monte de gente me perguntando no face com mais detalhes, se quiserem deixar perguntas ou quiserem um help, é só chamar!
bjbj

TCHAAAU VEGAS!

Pra finalizar a viagem com chave de ouro acordamos cedo pra aproveitar o máximo possível, tinhamos uma lista de coisas que faltavam fazer, tipo tirar foto na placa de las vegas, ir na montanha russa do NYNY, e comprar a blusa da coca cola que ficou na sua cabeça por 3 dias (oilau).

Deu tempo de sentar e jogar um pouco nas maquinas, coisa que não fizemos nenhum outro dia, juro! Acabei transformando 5 dólares em 70 e achei que tava com a bola toda, fui presenteada pelos deuses e tudo mais, pura emoção. E viva a maquina do sex and the city…

IMG_6696

Conseguimos fazer tuuuudo, comemos num restaurante tailandês que tava muuuuito bom no Ballys, e valeu super a pena!

No fim, toda a sorte no jogo foi azar na vida, roubaram minha mala de dentro do carro, NO ESTACIONAMENTO! Fizemos B.O, mas não ia adiantar nada, eu dei uma chorada básica, fiquei revolts, xinguei todo mundo, mas tinhamos que ir pro aeroporto e pelo menos meus documentos tavam comigo!

Enfim, chegamos no aeroporto, era o fim da nossa viagem, foram 7 dias, 6 noites, 7 baladas, 3 shows, Grand Canyon e muuita diversão.

 

IMG_6705IMG_6732

 

E ai, podemos ir de novo?
bjbj

 

Se joga no Grand Canyon

No nosso penúltimo dia, reservamos um carro porque era dia de road trip até o Grand Canyon, acordamos mega cedo, e eu descobri que perdi minha carta de motorista, só sucesso gente! Por sorte a lau também dirige, hehe!

A estrada pra lá é maravilhosa, a viagem toda tem vistas lindas que valem a pena de serem observadas e fotografadas (eu amo paisagem).
Escolhemos o Grand Canyon West Rim porque é mais perto de vegas (3h), e apesar de falarem que não chega perto do South em relação a beleza, não era muito uma opção dirigir por 5h e meia! #nofilter

IMG_6582
IMG_6603 IMG_6592

Fizemos umas paradas no caminho pra tirar fotos, mas as cidadezinhas ao redor são bem estranhas e parecem cenário de algum filme de psicopata, então decidimos não arriscar hahahahahha!

La tivemos que pagar a entrada pro parque, que acho que foi uns 35$, e ta incluso um ônibus que faz parada em vários observatórios diferentes, inclusive uma cidadezinha country fake (que parece o hopi hari). Descemos em uma delas, tiramos fotos, ficamos com um medinho dos japas tirando foto na borda, comemos frango frito e depois ja fomos embora porque começou a chover NO DESERTO! Eu achei tudo lindo, queria que tivesse sol pra aproveitar mais e até tentar conhecer todos os observatórios, mas não rolou.

IMG_6607 IMG_6621 IMG_6643 IMG_6658
Na volta pra “”casa”” encontramos a estrada PA RA DA, quando chove lá as estradas ficam cheias de poças e um nível enorme de água escorrendo, não sabíamos o que tinha acontecido, e não tinha previsão de volta, então como boas Brasileiras fomos tentar achar uma saída, demos um migué e começamos a fazer a estrada no caminho inverso, como o gps tva falando…

O gps burro fez a gente dar a maior volta do universo só pra retornar pro mesmo lugar que a gente tava, universo, sempre estragando nossos planos de horário! Ahahahah
Enfim, conseguimos voltar e fomos quase direto pro shopping  porque era a nossa ultima chance de fazer compras, entramos loucas na forever 21, na pandora pra compramos os charms especiais da nossa viagem, top shop, papelaria, H&M, e nisso o shopping fechou, só felicidade! Hahahahaha


Estavamos mortas de fome, e queríamos comer bem pra finalizar a viagem, subimos num restaurante terraço, no elevador um cara comentou que a gente deveria ser super ricas pra comer lá, só observando nosso look de -acordei as 6 da manhã e não voltei pro hotel até agora.

Quando saímos do elevador PO*@&# FU@*#*#, a gente tava extremamente mal vestidas pro lugar (ainda com a roupa do grand canyon) e realmente devia ser absurdamente caro, e nossos dinheiros tinham se transformado acidentalmente em roupas nas nossas sacolas, tiramos uma selfie da desrgaça e fomos procurar outro lugar pra comer!!
IMG_6685
Acabamos num japa bem gostoso, e durante o jantar a gente discutia a possibildade de irmos pra balada, a lau fez a funça e mandou msg pros promoters e perguntaram se rolava nome pra XS ainda, a resposta foi positiva, VIVA!

Chegamos no hotel muito cansadas, afinal, tinhamos acordado 7 da matina e dado o maior role, decidimos sair porque era nossa ultima noite em vegas, tomamos banho, e todo aquele processo pras 3 ficarem prontas em 5 minutos!

IMG_6740 IMG_6733

Teve tommy trash na night, o lugar era diferente, mais bem iluminado, menos aglomerado e bem bonito, as meninas foram embora as 2 porque tavam cansadas, e a lau tinha dirigido muito! Rolou aquela briguinha básica hahahahahah mas eu fiquei porque não queria dormir na ultima noite lá, conheci umas galeras, fiquei na pista dançando, e 4 e pouco decidi voltar porque ainda tinhamos mais um dia pela frente. Chegando no hotel, sem salto, na derrota, fui feliz pro quarto porque elas tinham falado que o cartão ia ficar na porta, obviamente o cartão nao tava na porta e ainda tinha uma mensagem num papel no chão, que dizia: BATE AI.
eu bati e ninguém abriu, fiquei sentada no corredor, coloquei musica, esperei e bati de novo, a mayão abriu.

No dia seguinte descobri que o casal do quarto do lado reclamou que elas tavam “gritando” e fazendo muito barulho e eles chamaram a segurança pra mandar elas calarem a boca. O segurança bateu, achou que alguém tivesse apanhando la dentro, ficava tentando ver se via sinais de briga hahahahahahahahaha e pediu pra elas tirarem o cartão de fora do quarto, que era perigoso, justo.

IMG_6689

E com essa eu termino esse post.

Street Style na mala: Miami

Viajar é puuuuura inspiração, e mesmo antes da viagem já estamos loucas pra entrar no clima, nossa mala que o diga! Temos a imagem que aqui no Brésil se ousarmos demais, o mundo inteiro vai ficar olhando pra gente, motivo zero pra realmente se importar com isso, mas eu sei que tem muuuita gente que não gosta, e que quando vai viajar se joga pra usar tudo que não se permite aqui.

Então, o street style na mala é exatamente pra quem quer se jogar no estilo de algum lugar do mundo, achar as peças certas pra levar, como combinar, como ficar linda e diferente em cada destino. Lembrando que é mega importante se sentir sempre confortável, porque não adianta nada sair da zona de conforto e ousar nos looks e ficar se sentindo estranha o dia inteiro né?

Hoje vamos falar de Miami Beach, um lugar que não é reconhecido como um point da moda mundial, mas que tem muitas combinações interessantes, estampas, cores e acessórios diferentes. Lá é realmente um lugar turístico, que tem grande influência latina, onde você encontra pessoas do mundo inteiro. Quem passa férias em Miami pode se divertir e aproveitar as 24 horas do dia, ou fazer uma viagem super relaxante. Ta indo pra lá? Vamos ver o que você pode levar na mala.

trend

Peças que você não pode deixar de levar: Camisa e camiseta podrinhas, short jeans, chapéu, rasteirinha, saias coloridas, vestidos estampados e biquinis, MUITOS BIQUINIS!
Em 2015 aposte em: Kimonos, estampas etnicas, óculos escuros espelhados e vermelho.

Diário de viagem: Las Vegas dia 5 – DAVID GUETTAAAA!!

No quinto dia acordamos com um nome na cabeça: David Guetta. Era o dia da pool party no beach club, que ele ia tocar, uma das festas mais esperadas, ja tínhamos comprado ingressos (que erro! Dava pra ser vip) porque a gente não podia perder esse show, chegamos meeeega cedo porque o ingresso pedia, ficamos umas 2h sentadas na borda da piscina, porque quem não paga camarote não tem onde sentar, triste realidade de pobres jovens estudantes, conversando, meio dormindo porque tínhamos dormido só algumas horas.

IMG_6520

Começou a chover!! NO DESERTO!!! Mas ninguém desistiu, afinal, ainda tava o maior calor. Conhecemos uns brasileiros que cederam um espaço no sofá deles pra gente, e ainda ganhamos drinks! Como eu amo pessoas dessa terra ❤
Quando o David entrou, fomos pro meio da muvuca, claro, e ficamos surdas, mas foi muuuuuuuito legal! Podem falar que ele ta sequelado, ta na bad, ta carente, mas ainda sim ele manda muito

IMG_6562

Ficamos na festa até sermos explusas (de verdade) e depois fomos para o hotel andando. Sobrevivemos! E chegando no quarto a idéia era todo mundo tomar banho, e partiu compras, porque ainda não tínhamos conseguido parar pra ver loja, plano perfeito, se não fosse pelo fato que todas capotaram e acordaram 9 da noite numa ressaca tensa, fome mais tensa ainda, e com uma cara que eu não preciso nem comentar né?

IMG_6559

Decidimos comer no buffet do wynn que é o hotel mais perto do nosso. Apesar de custar 40 dolares a entrada com tudo incluso, a comida é uma delicia, tem vaaarias opções de frutos do mar, carne, japonês, comida mexicana, saladas, sobremesas, e a bebida ta inclusa!
Foi muito bem aproveitado… Na volta o shopping tava fechado, porque era domingo, então nos restou voltar para o hotel e tirar uma soneca até o dia seguinte que tinhamos que acordar as 6 da matina pra pegar o carro e ir pro Grand Canyon, nada de balada nem bebida nessa noite.

IMG_6558

Diário de viagem: Las Vegas dia 4 – Martin Garrix, seu lindo!

Acordamos na Ressaquinha, e colocamos o biquinho pra variar porque tinha uma pool party na Drai’s, que fica no rooftop do Cromwell, o lugar é incriveeeeel, lindo demais, e foi bem difícil encontrar nas recomendações dos Brasileiros que vão pra Vegas, achamos por acaso esse lugar enquanto andávamos, e depois demos sorte de encontrar um promoter de lá para colocarmos o nosso nome!

IMG_6422 IMG_6423

Foi suuuuper legal, apesar dos drinks serem meeeeega caros, nos divertimos bastante bebendo água (que era de graça hahahahaha). A idéia de dançar de biquíni ainda é estranha pra mim, peitos pulando, pessoas peladas esbarrando em você, mas faz parte da cultura de las vegas, so… who cares! Hahaahha tem que se jogar né?

IMG_6426 IMG_6429

Marcamos 17:00 como horário mental para irmos para o hotel, porque eu tinha que levar o Iphone pra consertar as 20h, então 19:30 tinhamos que estar saindo de lá, e a gente tava morrendo pra ter uma refeição de verdade, e de noite íamos pra Hakkasan, que ia ter o Martin Garrix ❤ ❤ ❤ ❤ como atração!

IMG_6454

Fomos no shopping, deixei o Iphone enquanto as meninas faziam reserva no cheescake factory, nos encontramos la na porta e conseguimos sentar pra comer, foi uma das melhores refeições que fizemos la, tava muuuito bom, comemos além do que nossa barriga agüentava, sobrou comida no prato das três, e ainda pedimos um cheescake, porque você não pode simplesmente ir no cheescake factory e não comer um cheescake, certo?

Saimos de lá rolando, pegamos o ônibus, e nos maquiamos nele (YEEEAH), pra chegar na Hakkasan que fica no MGM, paramos pra dar o que sobrou da nossa comida pra algum dingo (tem muuuitos lá).
Um deles não sabia nem o que tava acontecendo, e o outro foi bem receptível com o macarrão ao molho pesto da lau! Hahahahahah

IMG_6463
Chegando na balada, 1h depois que o promoter tinha sugerido, pegamos a maior fila do universo! Tinha um japa tirando umas loiras pra irem pros camarotes, mas nem olhou na nossa direção HAHAHAHAHA, permanecemos na fila, fizemos umas amizades, bebemos uns shots, que foram sucesso por 3 minutos e passou, beeeem antes de entrarmos, TOP!
IMG_6497

2h depois, conseguimos entrar, ficamos espremidas num cantinho da pista dançando igual zumbi esperando o Martin Garrix entrar, e ele não entrava nunca, até que eu resolvi perguntar pro faxineiro qual era a da demora, e ele me responde simplesmente que o Martin ja tava tocando no andar de cima!
“QUE PORRA DE ANDAR DE CIMAAAA???”
Saimos correndo, pra variar, para conseguir ver esse lindo, chegamos a tempo de animals, e entramos no meio do povão bem perto dele e das caixas pra ficar ainda mais divertido – sim, esse é meu conceito de diversão.

Na hora de ir embora, mais uma corrida atrás do bendito ônibus, e mais uma noite de soninho gostosa

Diário de viagem: Las Vegas dia 3 – A energia que deve vir do… shhh

IMG_6369

Acordar cedo faz parte da rotina de viagem, comer beagles pela manhã também! No 3 dia fomos para a piscina do MGM, passamos a manhã e o começo da tarde lá, tava mucho bom! Bebemos uns drinks (eu pra variar tava sem documento e o cara não quis me vender frozen, a maya pegou pra mim e ele ameaçou me expulsar se eu tivesse bebendo, risos) a piscina tem uma correnteza que te faz dar uma volta enorme na área da piscina e é super top, da pra alugar bóias pra fazer o trajeto deitadinha relaxando, beeeem rico!

IMG_6377

Como sempre estacamos atrasadas pra algo, as 19:30 iamos para o Bellagio ver o “O” mas antes eu tinha que consertar meu iphone, um stress a parte, não deu tempo, tentamos comer no cheescake factory, mas também não deu tempo, deu no máximo para passarmos na Express pra dar uma olhada e comprar umas coisinhas (claro! comer não rola, mas comprar… hehe)

IMG_6385

Fomos direto pro Bellagio, paramos para comer batata frita pra dar pra jantar direito depois porque só tínhamos tomado café. Doce ilusão. A lau amooou o show, a ma gostou bastante e eu achei  legal, mas meio arrastado demais, tinham partes lindas, mas que demoravam mais tempo que o suficiente pra acabar. Mas no geral foi bom!

IMG_6399

Saindo de lá, passamos pela porta do the bank, que é uma das baldas que queríamos ir em Vegas, um promoter colocou nosso nome na lista VIP, e tínhamos aproximadamente 4h para irmos pro hotel, nos arrumarmos e chegarmos lá até uma da manhã (eram 21).

Na saída avistamos uma Urban Outtfitters e decidimos dar uma paradinha, essa paradinha se transformou num roteiro de compras, aproveitamos e passamos na H&M e na American Appareal. No meio disso tudo, o clássico dilema: ir ou não ir pra balada? Afinal, ja eram 23h, a gente tava muito cansada, eu tinha acabado de ter um treco, mas a gente tava em Vegas né, decidimos ir.

IMG_6411

Saimos correndo pra variar pra pegar o ônibus que já tava no ponto (isso era parte da nossa rotina), chegamos no hotel, tomamos banho, cogitamos miar, nos vestimos, make, salto, e la fomos nos pegar o taxi porque não ia dar tempo de ir de ônibus, lembrando que eram 3 mulheres pra se arrumar em 1h!

IMG_6414
Chegamos 2 minutos pra 1 da manhã, entramos direto, ganhamos 2 cards de vale drink, e foi muito divertido, dançamos do jeito que só Brasileira sabe fazer, bebemos, curtimos, e na saída ainda ficamos no cassino (a lau ganhou 5 dolares de um cara e perdeu em menos de 1 minuto na maquina), decidimos ir embora de ônibus, demos a maior volta porque erramos o lado – a lau acertou, mas ouvir ela é pros fracos hehe – e de novo, corremos pra pegar o ônibus, atravessamos uma praça lotada de gente com o salto na mão, e conseguimos, tentamos laricar e comer no subway mas tava fechado #xatiada, tentamos perseguir a maya e chegar no quarto antes dela, pra ela levar um susto, mas o nosso atalho deu errado… mas foi engraçado, ou foi engraçalcool, jamais saberei.

p.s.: foi o alcool, certeza!

 

Diário de Viagem: Las vegas dia 2 – Descobrindo a cidade

Acordar cedo, em qualquer parte do mundo, não é legal! Claro que depois que você acorda e realiza onde você está e quanta coisa pode fazer, a sua vida muda, e você pula da cama com um sorriso enorme!

No segundo dia resolvemos tomar café no buffet do hotel, tomar sol na piscina do hotel mesmo e sair pra conhecer os hotéis. Pegamos o ônibus que anda pela strip ( o passe custa 8 dólares 24h), e fomos até o ultimo hotel para irmos voltando!

IMG_6260
Visitamos o Luxor que tem a decoração toda egípcia e a estrutura do hotel é uma pirâmide, depois fomos para o Excalibur que é medieval e particularmente achamos bem brega, apesar de parecer divertido para crianças, de lá fomos para o NYNY, e depois MGM, que virou um dos nossos hotéis preferidos, e decidimos passar mais tempo nesse, rodamos ele inteiro e descobrimos a piscina incrível que tem la, estávamos sem biquíni, nos xingamos por isso, mas marcamos de ir la outro dia!
Paramos para comer no Rainforest café que é um restaurante que o ambiente simula uma selva, com animais que se mexem e fazem barulho a cada meia hora, a comida é ótima e o preço é justo, vale muito a pena conhecer.

IMG_6306

Depois do nossos pit stop continuamos a nossa caminhada pela strip, aproveitando um pouco do sol, porque o ar condicionado dentro dos hotéis é congelante! Demos um pulo no Cosmopolitan (pra atravessar a rua as vezes precisa entrar em algum hotel e atravessar uma ponte) que nos levou até o Bellagio, resolvemos não parar lá porque o “O” ia ser la, então acabaríamos conhecendo de qualquer forma.

Fomos para o Mirage onde as meninas iam assistir o “LOVE” que é o show do Cirque du soleil dos Beatles, bebemos uns drinks no bar do show, fomos barradas em um bar de narguilé que fica fora do hotel porque estávamos com RG e carta de motorista e não passaporte (!!!!!) hahahahaha!

IMG_6338

Ja eram 19h, pegamos os ingressos no celular para não ter que voltar até o hotel, e enquanto elas estavam no show, que dura mais ou menos 2h, eu fui dar uma volta no shopping do ceasers e aproveitei pra comprar alguns acessórios, depois contamos mais sobre ele, porque gastamos boas horas lá!

Nesse dia descolamos uma festa que ia rolar no Beach Club com Lil Jon, que era bem perto do nosso hotel, voltamos correndo depois do show para ficarmos prontas, e estávamos mooooortas, mas não podíamos perder essa festa, nos arrumamos com roupa de ir na piscina, biquíni, rasteirinha e pouca make (igual pessoas normais), porém, chegando lá as meninas estavam suuuuper produzidas, cabelo, make, saltos, roupas, e ficamos meio chocadas! Hahaha

IMG_6289
Tivemos problema com nossos documentos brasileiros de novo, então voltamos apé pro hotel (uns 15 min andando) pegamos os documentos, cogitamos nos arrumar melhor, miamos a idéia, pegamos o passaporte e voltamos de ônibus pra festa, procuramos um promoter para entrarmos na lista vip, e conseguimos!

Foi uma das melhores festas que fomos lá, a piscina de noite era aquecida, tinham castelinhos e bóias infláveis rodando a piscina, um tal de joga água pra cima aqui, se joga dentro da água dali, pole dance, musica alta, drinks, pessoas bonitas.
Acabou sendo muito divertido, não sabemos pra onde o cansaço foi, mas estávamos com energia a mil!

IMG_6301
Conhecemos uns brasileiros que também não entendiam essa arrumação e o estilo americano de festejar, as meninas dançam twerk pra valer, nos caras, nas paredes, no chão, sem limites, mas não existe o beijar na balda, eram pouquíssimos casais juntos que víamos por lá!

Voltamos de biquíni, andando para o hotel, super agradável! ZZzzZZZ