VIDEO: COMPRINHAS DE INVERNO!

Essa semana postei algumas coisinhas que comprei pra começar a me preparar pro inverno de NY, to TÃO animada pra ver neve ao mesmo tempo que to morrendo de medo do frio (ODEIO).
Da PLAY 🙂

MEIAS FOFAS ❤
Me segue no snap e no insta pra ver o que rola por aqui em tempo real @jeemenasce ❤

Livro: Até ela ser minha | Samantha Hayes

O livro até você ser minha da editora Samantha Hayes, é o típico livro pra quem ama ficar curioso e fazendo suposições do começo ao fim.
Comprei num dia consumista na cultura porque estava em exposição nos lançamentos, li a sinopse umas três vezes até resolver levar, não tava com cara que ia ser aquele suspense policial que eu aaaamo, mas queria levar uma coisa diferente, que não compraria normalmente, então resolvi arriscar!

ate_voce_ser_minha

Sinopse: Até Você Ser Minha – A assistente social Claudia Morgan-Brown está prestes a realizar o sonho de sua vida: vai dar à luz uma menininha. Apesar da ausência do marido ao longo da gravidez – James é oficial da Marinha e fica semanas e até meses longe de casa –, ela mal pode esperar para segurar seu bebê nos braços após várias tentativas e perdas.
Porém, as diversas tarefas de Claudia, além da responsabilidade de cuidar dos gêmeos Oscar e Noah, filhos do primeiro casamento de James, deixam o casal preocupado. A próxima partida de James se aproxima, e eles decidem contratar uma babá.
Zoe Harper quer muito o emprego. Com as melhores recomendações, ela conquista os gêmeos e se muda para o lar do casal. Mas Claudia logo percebe que a mulher tem outros motivos para se aproximar da família.
As suspeitas de Claudia se transformam em verdadeiro terror quando começa a ocorrer uma série de ataques brutais a mulheres grávidas na cidade. Imersos em problemas familiares, os investigadores Lorraine Fisher e Adam Scott são forçados a deixar suas questões de lado e correr contra o tempo para encontrar o assassino antes que ele cometa mais um crime.
Uma narrativa repleta de reviravoltas, Até você ser minha traz os desejos humanos mais intensos e mostra quão longe alguém pode chegar para conseguir o que quer.

O livro no geral bate muitas vezes na mesma tecla, demorei um tempo pra ler porque não mudava muito o cenário, e eu já tava imaginando um final super previsível… Tava lendo pra não abandonar no meio (NÃO PODE!!!). Mas quando comecei a chegar no final, e a trama foi finalmente se desenrolando não consegui parar mais, o final é um ABSURDO, eu não tava acreditando, e tive que voltar pra ter certeza do que eu tinha acabado de ler, hahahaha.

O final compensou o começo do livro que não tinha me prendido, e com certeza vale a pena para quem gosta desse tipo de livro *suspense policial*.

Não tinha lido nada da autora, e confesso que nem pesquisei pra ver se ela tinha mais alguma coisa publicada, mas ela mandou muito e superou as expectativas! Ainda bem que terminei ❤

Tem pra vender aqui e aqui

xxxx

Cacau lemos para Dress&Go

Todo mundo deve conhecer a Dress&Go né? É um ateliê super legal que aluga vestidos de grife por um preço super justo, pra varias ocasiões, desde um almoço importante que você precisa de um vestido bem levinho, até um casamento que você quer um longo todo bordado.

Eu participo do projeto Dress&Go on campus, que escolhe suas embaixadoras nas melhores faculdades de SP para desenvolver ações e trazer novas idéias para a marca. Nesse mês pensamos muito em algo ligado a internet, moda, beleza pra colocar em prática, e a primeira pessoa que me veio a cabeça foi a Carol, que tem uma página que bomba no Vines, e um canal no youtube onde ela faz vários tutoriais de make. O mais divers é que ela tem um suuuuuper senso de humor e zero frescuras, o que te faz querer assistir todos os videos que existem no canal! (Tem até um video com o namo dela que é muito engraçado fofo)

Aqui em baixo você confere a parceria dela com a Dress. Ela ensina uma make básica que vai com todos os vestidos, não importa a cor, ocasião, cor da pele, estilo, nada! Vai com tudo! Mudando o penteado, acessórios ou cor do batom a make ja fica outra. Fizemos o video lá no ateliê, então aproveitamos pra mostrar um pouquinho como é lá.

Ca, brigada por fazer parte do projeto, o resultado ficou incríveeeel!
E pra quem amou e quer alugar, agende seu horário o confere o site da Dress&Go! E melhor ainda, para todo mundo que viu o video, o post ou tem amiga da anhembi ganha 15% de desconto! É só falar que foi pelo Anhembi On Campus e pronto!!

DRs e Rótulos

pos2

Ok, entao quem nunca passou por uma situação extremamente constrangedora de gente querendo ter DR quando voce nao quer….. ou você querendo ter DR e ele nao quer….. Ou nenhum dos dois querendo ter DR mas tendo de um jeito ou de outro.

Vamo combinar: DR – ou Discussão da Relação, pros menos intimos – é um mini inferno, com direito a tortura eterna dos ouvidos e arder no mármore do tédio.

Não sei se sou eu, com a minha aversão a todo e qualquer tipo de confronto, e meu estilo de vida baseado no Joga Embaixo Do Tapete Que Ninguém Vai Perceber. Mas honestamente – essas conversas não são exatamente legais e divertidas.

Ok, muitas vezes é necessário; quando voce está namorando, principalmente, parece que até nós, os Frangos Covardes, arranjamos motivos pra discutir toda e qualquer coisinha. Mas o que vem me assustando nesses últimos tempos são os caras x, peguetes, caras que da pegada eventual querendo ter DR.

Meu filho. Se não tem R, vc não pode convocar uma D.

O que me leva aos rótulos. Talvez seja bastante preconceito da minha parte, mas é que eu simplesmente não sei lidar com relações não rotuladas.  E aí eu rotulo elas sozinha. é muito simples:

Dar uns pega na balada > Dar uns pega em todas as baladas que vcs estao coincidentemente no mesmo lugar > peguete (depois de 3 pegadas na balada) > peguete oficial > ficante > ficante exclusivo > namorado (> noivo > marido> Enterrados Um Do Ladinho Do Outro No Cemitério No Caixão de Casal, mas esses três tao fora da zona de alcance das Surtadas de 20 anos. Supostamente.)

Não entendo porque os caras não entendem isso.

E uma DR só é aceitável a partir do ficante exclusivo. E olhe lá também. Se chegou a ser exclusivo é porque eu gosto de você, agora nao vai zuar o role e ficar enxendo o saco, pressionando e tendo excesso de DRs porque haja paciencia.

Ok, eu to longe de ser parâmetro, mas gentem, pra que estressar uma coisa que é pra ser um alívio de estresse?

Se você gosta de ficar com um cara em balada, e até quem sabe está pensando em dar uma chance pra ele, não, repito, não venha conversar sobre o “rumo que o relacionamento está tomando”, “porque eu gosto de outra menina e achei que era errado com você”, e passar reto na primeira chance que você tiver de encontrar com a menina depois dessa conversa mágica. Não. Erro.

E se a menina que você está pegando há algum tempo diz que está na piscina com as amigas, não profira as palavras “mas por que vc não me chamou pra ir junto?”. A palavra de ordem aqui é ‘pegando’. Então não.

Respeito, e muito, as pessoas que vão seguindo sua vida de boa, sem rótulo nenhum, e quando você vai ver vc já tem um namorado lindo e tudo de bom que te faz Picanha ao molho de ervas no dia dos namorados em um jantar a luz de velas.

Mas pra os noiados que nem eu, acho que umas plaquinhas falando ‘procuro ficante’ ‘procuro namorada’ ‘procuro peguete’ seria infinitamente mais facil. Paciencia né. Mas claro – pra mudar de uma plaquinha pra outra… SEM DR.