Escape 60 Extreme: A experiência

Oi gente, tudo bem?
Hoje vou contar sobre um dos programas que eu fiz no fim de semana e foi super divertido.
Eu estava louca pra ir no escape 60, que é uma experiência onde você e seus amigos serão trancados em uma sala e terão 1h para encontrar pistas, desvendar mistérios e escapar. Depois de enrolar muito, juntei minha mãe, meu irmão e meu namorado para irmos na sala Extreme, que simula um sequestro e você tem que escapar em 1h do cativeiro. Essa sala é a mais “pesada” porque conta com dois atores que deixam tudo mais real.

lo3d4403
Não vou contar muito pra não dar spoiler, mas digo que a diversão é garantida e com certeza quem for vai passar por muitas emoções. Eu não diria que da medo, mas a sensação de desafio e a vontade de cumprir a missão em 1h e escapar é tão grande que a adrenalina vai lá em cima.Nós QUASE conseguimos escapar, mas eu “matei” todo mundo faltando cinco minutos num ato de desespero hahaha.

Essa sala custa carinho, é R$99 por pessoa, mas vale muitoooo a pena para datas especiais e pra fugir um pouco da rotina.
O site pra quem quiser dar uma olhada em todas as salas, preços, locais e horários é esse aqui
http://www.escape60.com.br

E vocês, ficaram com vontade?

Passo a passo: Estudando moda em NY <3

Bom, esse post vai ser construído ao longo de seis meses, pra eu não deixar passar nenhum detalhe, eu to fazendo ele pra ajudar quem tem alguma dúvida sobre intercâmbio pros EUA, mas principalmente pra quem quer prestar Parsons ou FIT em NY, porque os processos de seleção das faculdades lá são diferentes, cada uma tem um método, um deadline, uma exigência, então não da pra generalizar! É um post gigaaaaaaante mas bem informativo e detalhado, então preparem-se! Eu tive muita dificuldade em achar infos pra estudante internacional, então espero que ajude! 🙂

ny

Escolha da cidade e do curso

Começando pelo começo, a minha primeira opção em mente sempre foi NY, eu sou apaixonada por aquele lugar, e confesso que nem cheguei a pesquisar muito fora disso.
Sobre o curso eu estudei bastante as minhas opções, análisei o tempo dos cursos e as áreas da moda que eu podia escolher, e acabei optando por um Associate Degree que dura um ano. A principio eu queria uma pós, mas como acabei de me formar (dezembro 14), eu ia ter que acabar esperando um pouquinho mais pra ir devido as exigências dos cursos.

O AAS da uma preparação mais focada em alguns assuntos pra preparar o aluno pro mercado, sem aquele panorama geral que a faculdade tem. No FIT eu escolhi: Fashion Merchandising Management   e na parsons: Fashion Marketing. Apesar de serem o mesmo tipo de curso com assuntos similares, para o curso com duração de um ano no FIT é necessário ter diploma na faculdade ou alguns créditos equivalente e na parsons não.

TOEFL – A saga

Como ambos os cursos são creditados é necessário fazer e ter uma determinada nota no toefl, que é uma prova de proficiência em inglês. A maioria dos cursos livres, não creditados ou de curta duração não pedem isso, o que é um ponto positivo.

 

Eu resolvi fazer o curso preparatório da Cultura Inglesa, porque eu sempre fico muito nervosa nessas provas, e achei que se eu tivesse melhor preparada poderia me sair melhor! Eu não precisava de nenhuma nota super alta. A nota máxima é 120, a parsons pede nota 79 para esse curso e o FIT 85.

Foram 4 meses (perdi o começo), e eu achei o curso bem pontual. Prestei a prova, que é maçante porque são muitas horas e muitas questões, com textos chatos e super difíceis sobre biologia, universo, cometas, e tudo de pior e nada a ver que você puder imaginar.

Consegui tirar a nota que eu precisava, mas fiquei desesperada nas 2 semanas que você tem que esperar pra sair o resultado!

Dica: Durma muuuito bem um dia antes e treine muita leitura e conversação, são coisas que ajudam muito na hora da prova 😉

Documentação

Uma das pioooores partes possíveis, são necessários inúmeros documentos, todos traduzidos para o inglês, e avaliados pelo WES, que faz a equivalência do seu histórico de aulas daqui com as que são cobradas lá. Vai bastante dinheiro nessa brinks. As taxas de inscrição para as duas faculdades são de 50$ e deve ser a primeira coisa que você deve finalizar.  E claro que deve fazer tudo de acordo com o deadline, pra não deixar documentos pra ultima hora! Não adianta fazer a application e deixar a vida levar!

Sobre os documentos solicitados no meu caso: eles pediram o diploma e o histórico do colegial e o diploma e histórico da faculdade, os dois deviam estar traduzidos (com tradução juramentada) para o inglês. As traduções dos 4 documentos saíram por mais ou menos R$ 600,00, e eu fiz na AMK traduções, que me atendeu perfeitamente bem.

Como sou estudante internacional, tenho que mandar todos os meus documentos para o WES, e não direto para a faculdade. O WES é um serviço de equivalência de créditos e matérias, que ajuda as faculdades de lá entenderem melhor o seu diploma e a sua escolaridade, e nisso vai mais uns 250$ pelo serviço, e você pode escolher as opções de entrega, onde eles mandam os documentos prontos para a faculdade, o que poupa tempo e dinheiro provavelmente.

Dica: Crie um calendário com os prazos dos documentos! A partir do momento que tiver certeza que vai prestar alguma faculdade lá, já paga a taxa e completa a application.

Para enviar para o WES

Eles são cheios de burocracias, para o envio do histórico escolar a instituição de ensino que deve enviar, ou seja sua escola ou faculdade, por exemplo, você leva o seu histórico para traduzir, depois disso, você tem que levar para a faculdade/escola as seguintes coisas:

– Cópia do histórico escolar (NUNCA o original)
– Tradução juramentada para o ingles
– Documento de comprovação (disponível no site do WES) onde você vai assinar e a sua escola vai assinar

Eles devem colocar num envelope da instituição e fazer o envio. Caso eles não façam isso, faça todo o processo de como se eles fossem enviar, mas você leva até os correios, não esqueça de colocar os dados deles no envelope.

O diploma deve ser enviado pelo aluno, nesse envelope vai apenas a cópia do diploma e a tradução juramentada.

O Fedex saiu R$56,00 cada envelope, OUCH! E tive que enviar em 4 separados, porque teoricamente a escola e a facul mandaram direto.

Tive uma questão nesse meio tempo do processo do WES, e a comunicação com eles é péssima, eu fiz o primeiro ano em uma escola, e o segundo e o terceiro em outra, e quando eu informo esses dados no site eles pedem um histórico e um diploma para cada escola que eu estudei.

Como aqui no Brasil o histórico de ensino médio sai completo, independente de quantas escolas você frequentou, eu fiz uma carta explicando que estava tudo ali, pedi para a secretaria da escola assinar, e coloquei junto com a documentação. Funcionou! YEY

P.S. Gente, fiquem em cima do WES, mandem email, acompanhem a chegada dos documentos porque é demorado, é complicado, e pra não perder o prazo tem que ficar atenta! Muita gente reclama e tem problemas com isso :/

Essays

Nas matriculas das faculdades, as duas pedem uma redação contando sobre você, porque você tem interesse no curso e etc. Ja me falaram pra encher esse texto com muito amor, paixão e verdades, porque é como se fosse a entrevista. Demorei pra fazer por pura preguiça de escrever esse texto enorme em inglês, mas fiz para não perder as datas! A parsons ainda pede uma analise de uma campanha de mkt de moda, eu fiz sobre o perfume n5 da chanel com a gata da Gisele, apesar de ser uma campanha de perfume, é todo sobre moda!

Deadlines

É suuuuper importante entender completamente as datas que as faculdades te dão. Por exemplo o FIT tem duas fases, até 1 de janeiro a application precisava estar completa e paga, e depois eu ainda tinha 1 mês pra organizar documentos, toefl e redação para enviar. Caso os documentos chegassem depois do dia 1 de fevereiro eles ainda seriam revisados e analisados, mas não com prioridade. Os documentos traduzidos e enviados pelo WES foram para lá no dia 23 de fevereiro. (ou seja, SUPER ATRASADO)

Ja na Parsons a folga foi bem maior, porque o primeiro deadline era só em abril.
Isso pode fazer você se confundir, então manda email, pergunta, pesquisa e deixa marcado quando cada etapa precisa ser cumprida.

Eu sugiro uma agenda ou um calendário deixando todas as datas bem definidas, e com uma programação do que enviar cada dia, o que tem que buscar, pagar, preparar, porque assim você se programa para sair tudo certo! Se quiserem posto o que eu usei como base pra me ajudar 🙂

Fui aprovada?

Fiquei sabendo que fui aprovada pela Parsons no começo de Abril, eles colocam no site mesmo, sem gastar papel, sem gastar com correio, sem gastar colando envelope, e foi uma sensação muito boa, não tava nem acreditando!! EU TIVE UM TRECO INTERNAMENTE.

Depois disso você paga uma taxa de 500 doletas pra garantir a vaga e pronto, você ta oficialmente matriculado…

Recebi a carta do FIT semana passada, na SEGUNDA SEMANA de maio!!! Eles enviam tudo por correio, inclusive os próximos passos.

A taxa lá é de 150, e pode ser enviada por correio (cheque ou dinheiro) ou cartão.
Como eu estava muuuito em cima dos prazos, preenchi os dados do cartão, e enviei para eles via email. Foi efetivado no dia seguinte!

Escolhi o FIT no final das contas! Visitei as duas escolas em abril, perguntei pra várias pessoas que entendem e moram por lá, e a grande maioria disse que Parsons é mais recomendada para quem cursa design/artes e FIT por ser mais técnico tem foco em negócios. Mas ambas dão as mesmas oportunidades, e são as duas referências de NY!
Ou seja, qualquer uma vai te dar um currículo impecável.

Gente, eu consigo entender tudo lendo (HA HA HA), mas tem um monte de gente me perguntando no face com mais detalhes, se quiserem deixar perguntas ou quiserem um help, é só chamar!
bjbj

Estudando moda: Curso de coolhunting na FAAP!

mesa trabalho

Eu sempre fui louca por cursos, tô sempre buscando algum que me agrade e que possa me ajudar como profissional. Depois de me formar, fiquei com algum tempo livre e achei um curso de coolhunting na FAAP, com um preço super justo e que tinha cerca de 1 mês de duração, perfeito pro que eu tava procurando, me inscrevi (as vagas acabam super rápido) e esperei ansiosamente.

Agora que terminei, posso contar um pouquinho sobre o curso! Foi demais, e os alunos são de várias áreas diferentes, tinha gente de moda, design, publicidade, rp e assim vai… Isso é bem legal, porque vai complementando as informações que são trazidas pra gente. As aulas são voltadas pra metodologia da pesquisa de tendência e tem muuuuita matéria porque o curso é bem rápido, estudamos tecnologia, arquitetura, decoração, moda… e dá uma visão bem geral de como as tendências se desenvolvem, como os padrões são encontrados, como funciona o processo de observação e análise, ou seja, uma base bem sólida pra quem ta começando.

IMG_5847

Eu senti um pouco de falta de prática, porque acredito que você desenvolve a visão ao longo dos exercícios. Tivemos uma aula “de campo” na augusta, mas por ser de noite e dia de semana, onde a maioria das pessoas circulando por lá naquele horário são pessoas indo embora da firma, ficou um pouco difícil de desenvolver o trabalho. Felizmente é possível encontrar coisas legais e inspiração em qualquer lugar, e achamos bastante coisas interessante pela rua, como grafite, posters, decoração e comportamentos que se repetem, como a idéia do colaborativo.

IMG_6002

Super indico o curso pra quem tem interesse na área de pesquisa e quer começar por algum lugar ou pra quem quer renovar as energias e aprender coisas novas. Ele dá uma visão bem legal e abre sua mente para várias áreas que você dificilmente teria contato no seu dia a dia. Tem muita aula individual, mas também atividades bem importantes em grupo, o que ajuda na troca de experiências e torna o curso bem mais divertido.

O link pra quem quiser ver os cursos disponíveis é esse aqui: http://www.faap.br/nucleocultura/programacao.asp

E se alguém ja fez algum curso super legal, me conta pra eu dar uma pesquisada aqui também 🙂

 

Taurinos (eu) e a dificuldade de largar o osso…

large

Ai, viver é difícil demais! As vezes a vida é ótima, e os momentos felizes então… não precismos nem comentar né? Puta que pariu, tem coisa melhor?
Mas e quando aquele tédio não para de bater na sua cabeça, fica difícil né?

Eu sofro de inquietação constante ao mesmo tempo que o meu signo quer falar mais alto e negar qualquer mudança que possa estar a caminho, o que me causa um dilema maior ainda. Largar tudo o que me mantêm presa e viver pra mim ou ter a segurança que mantêm meu pé no chão?

Nos últimos anos, tenho sofrido a crise dos 20, quando você já não é tão nova, ja passou a adolescência , colegial e tudo mais, mas ainda não é adulta o suficiente, ou pelo menos, não se sente adulta o suficiente.

Comecei a trabalhar muito cedo, fiz várias coisas antes da faculdade, e quando me joguei pra fazer moda, no segundo semestre ja estava estagiando, parei, mudei de curso, estudei, viajei, e voltei a trabalhar, fiquei um ano aprendendo, fui efetivada, mas nada mudou em grande escala, se passou um ano, fiz algumas coisas novas, aprendi um pouco mais, e já tava me sentindo sufocada com o meu lugar no mundo, afinal, 2 anos e meio tinham se passado, eu tava formada, mas ainda estava no mesmo lugar. Resolvi mudar, queria fazer intercâmbio porque era um sonho antigo, mas sempre mantinha aquela voz que falava “se eu conseguir uma posição melhor, eu fico” “se eu mudar de área no trabalho,quem sabe…”

A típica sabotagem pra caso eu não passasse, porque ai eu teria uma desculpa, certo?
Quando eu enfim resolvi arriscar, senti um alivio, e se caso eu não passasse, e dai? Poderia tentar coisas novas e finalmente mudar… não foi tão difícil, só demorei mais que o normal pra tomar uma decisão.

Conheço os meus limites, mas também sei até onde posso ir, e parada no mesmo lugar, eu não ia nem me mexer. O tédio se tornou ansiedade, nervosismo, felicidade de estar num lugar desconhecido, sem saber o que ia acontecer.

Ainda estou esperando uma resposta, se vou pra NY estudar na faculdade dos meus sonhos, ou se vou ter que buscar coisas novas pra fazer, seja aqui, lá ou em qualquer outro lugar do mundo.

No meio do caminho, ouvi várias histórias, comentários, opiniões sobre a decisão que eu tava tomando, confesso que a maioria foi de apoio, mas vira e mexe tinha alguém falando que era arriscar demais, largar um trabalho, ir viver sozinha, mas ai gente, really?? Eu quero mais é ter história pra viver e pra contar, se der errado, eu sempre terei minha casa, minha família, meus amigos pra voltar. Isso são coisas que você não perde. E é melhor se arrepender por alguma coisa que você fez do que sofrer pelo que deixou passar né?

Enfim formada…

prom

Adiei duas semanas pra conseguir escrever esse post, por pura confusão mental, apresentei o meu TCC no dia 26, depois tive a minha ultima semana de provas, toefl, e claro que eu tinha que manter todas as minha séries atualizadas. Mas ainda não caiu a minha ficha de que eu estou oficialmente formada! Depois de quatros longos anos de faculdade, que confesso que não foram tão ruins ou tão difíceis, eu não consigo acreditar que acabou.

Quando eu paro pra lembrar do primeiro dia que fui pra Anhembi, eu consigo lembrar que como sempre eu tava nervosa por dentro e como minha mãe estava super feliz, eu usava uma jeans com uma blusinha podrinha e claro uma legging por baixo, afinal, era dia de trote. Lembro da primeira cervejada que eu fui barrada porque ainda era menor, dos primeiros amigos e da primeira aula que eu tive. E juro que não parece tão distante de hoje.

Agora tenho 21, terminei a faculdade, sou bacharel em negócios da moda. Mas pera! Minha cabeça não me parece tão diferente assim, eu continuo indo pra balada todo fim de semana, eu continuo falando as mesmas merdas que eu falava, continuo com aquele sentimento de “o que vem agora?” e ainda tenho minhas crises internas de taurina quando paro pra pensar que eu continuo sem saber absolutamente nada do que vai acontecer daqui pra frente. Sei que não sou mais estudante, mas eu deveria estar rica, famosa, morando sozinha, ganhando o suficiente pra me sustentar, totalmente certa do meu futuro? Porque quando eu tinha uns 6 anos, com 20 eu estaria casada hahahahah.

Mas agora, na vida real, em tempos reais, eu só consigo pensar que apesar de saber nada de nada do que vai acontecer, eu to pronta, com as minhas crises, dúvidas e chiliques – que eu acho que nunca vão me deixar. E a minha primeira meta pra 2015 é traçar novas metas com foco em ser feliz, fazendo o quer que eu vá fazer ano que vem da minha vida hahahahah.

A faculdade acabou, mas me apresentou pessoas incríveis, me deus duas amigas que tenho certeza que vou levar pra sempre, e não me ensinou só sobre moda, mas também a ter mais paciência – um teco -, me ensinou como lidar com pessoas diferentes, e me ensinou que nada vem sem esforço nenhum. UFA.

To feliz pra caralho que acabou e eu não matei ninguém nesse tempo, agora eu posso dormir depois do trabalho ou posso ir pra academia, posso fazer um curso ou posso ficar vendo série, mas isso é coisa pra eu pensar daqui 22 dias né? hahahahaha por hoje é só pessoal! 🙂

 

Resumão de outubro

Eu nem acredito que outubro acabou, é um dos meus meses preferidos por causa do Halloween! É impossível encontrar tanta festa divertida que da pra se fantasiar em outra época do ano (Oi Carnaval!).
Quando eu separei as fotos pra postar aqui, tinha coisa que parecia tão mais antiga! Acho que é essa sensação louca que o tempo tá voando.

Esse mês mudei o cabelo, gravei um vídeo pro ROUPOLOGIA, entrevistei uma mulher incrível pro Histórias de mulheres, fui pro ibirapuera fazer brincadeiras de quando eu era criança, fui mésaria, surrei com o TCC e finalmente venci meu medo de dentista (hahahah!)

Metas pro mês que vem: Ir pra praia, entregar o TCC lindo, ir mega bem na prova do toefl, fazer as redações que eu preciso, economizar $$$, beber mais agua, ficar bronzeada e fazer mais programas diferentes ❤

IMG_9290IMG_9292IMG_9291IMG_9293IMG_9294

 

E que venha novembro!! 🙂
Bjs

o pós guerra dos relacionamentos

pos3

Algum dia vc via ele e seu coração acelerava, seu estômago fazia um free-fall de 25 metros, seu sangue gelava, e seu cérebro parava de funcionar. Mas hoje em dia, seu rolo acabou. Seja namoro, ficante, ou peguete (to considerando só os níveis elevados da Escala Grossmann), toda aquela mágica (principalmente em namoros) evaporou, e agora você está livre leve e solta pra uma nova vítima na balada.

Mas ok. E o de antes? Como ficou? Enquanto eu estava não trabalhando e conversando com a minha querida e ~péssima~ amiga jéssica, a gente pensava sobre as relações que sobraram dos nossos antigos exclusivos. Talvez nem só os exclusivos, pra fins de aumento da amostra.

Eu, serviço de utilidade pública que sou, estou postando aqui todas as categorias que classificamos em alguns minutos. E outras que eu pensei agora. E conselhos sobre o que você pode e não pode fazer em cada categoria.

Amiguinhos: Tá bom, então o relacionamento não deu certo (por qualquer motivo que seja), e bom, acabou. Mas vocês não se odeiam e ele ainda sabe o que anda acontecendo na sua vida. Seja ter uma promoção no emprego, conseguir um intercâmbio, passar naquela matéria que ele sempre tinha que estudar quando você queria ir no cinema. Não tem aquele drama toda vez que você fica com saudade de falar com ele, você pode simplesmente mandar uma mensagem falando ‘e ai, como vc ta?’ e quando voces se encontram não fica aquele silêncio constrangedor. Tipo a Robin e o Ted, que continuaram no mesmo grupo de amigos, e se vendo todo dia!

Pode: Praticamente tudo. Basicamente como você está falando com um amigo, não tem motivo pra se restringir. Claro, é sempre bom ficar dentro da zona de conforto, mas “intimidade é uma bosta” e amizade leva à intimidade, então pode considerar a zona de conforto bem grande.

Não Pode: Já falei, é amizade. o que vc não faria com um amigo é o que é válido aqui, e claro, DRs nunca são uma boa ideia. E recaídas também não.

pos4

Quase Nos matamos e Agora Somos Educados: Esse é o típico ex-casal que é obrigado a se ver constantemente. Mas a relação não era tão harmônica assim, e agora que terminou então, só a pura pressão social faz com que os dois se aguentem.

Pode: Dar um oi seco sem nenhuma simpatia! Afinal… As vezes aquele sorrisinho amigo simplesmente não sai

Não Pode: Exagerar na intimidade, vai ficar forçado ami!

Vai-e-Volta: O casal feliz que não consegue se superar. Já namoraram, acabaram, voltaram, se traíram, acabaram de novo, viraram peguetes, bla bla bla whiskas sache. Drama, drama, drama. Mas aí você acabou de vez, e jurou pela sua mãe mortinha que nunca mais ia olhar na cara do desgraçado sem cérebro que já te machucou tanto nessa vida.

Pode: Ser educada, SEMPRE! O tratamento de gelo é até legal por um tempo, mas dá pra perceber bem que você se importa com o dito cujo quando você ignora ele de propósito. E você tem que mostrar que é mais forte!

Não Pode: pegar de novo, né. Nem invadir o facebook dele, mudar as fotos de perfil e cobertura pra fotos que ele esteja feio e postar coisas zuadas como se fosse ele (já vi acontecer). E também, não pode pegar o amigo de vingancinha.

pos5

Somebody That I Used to Know: O segundo mais fácil. Você não vê ele, não fala com ele, na maioria das vezes nem lembra dele a menos que alguma coisa muito óbvia aconteça e aí vc pensa ‘nossa, o Fulano ia gostar de ver isso…. Como será que ele tá?’ É fácil porque você esquece dele e de tudo que aconteceu, principalmente se você sofreu. Você pode superar sem a presença dele constante no seu dia-a-dia. Mas é dificil na hora que vc quer contar pro Fulano que lembrou dele, mas aí, como vc vai puxar assunto depois de todos esses anos…?

Eu, particularmente, sou muito a favor de manter a amizade com todos, a menos que alguma cois muito ruim tenha acontecido (por exemplo, traição realmente não dá pra manter a amizade), mas sério, até hoje eu não consigo entender como você simplesmente elimina da sua vida alguém que foi tão importante pra você durante algum tempo.

Pelo direito do recalque

Gente, aproveitando essa onda de posts cheios de revolta *saudável* eu tenho mais uma coisa a dizer…

large

Quando algum relacionamento termina, ou alguma coisa lixo acontece na vida, você tem todo o direito de ficar mal, e usar todos os meios possíveis para superar o fato. Claro que é importante ser fiel ao seu jeito e personalidade! Eu, por exemplo, não gosto de ficar me lamentando, chorando, e presa em casa, então minha maneira de lidar com tudo isso vai ser diferente de alguém que prefere cair na fossa negra e profunda por um tempo até passar a primeira fase do luto…

Dito isso, eu sendo eu, certamente vou voltar pra minha antiga vida normal, e recuperar o tempo perdido do que eu tava me privando antes por algum motivo, pode ser dançar no palquinho e alguma balada como se não houvesse amanhã, curtir e comentar a foto dos seus amigos machos sem pudores, voltar a falar com os caras que me amam, ou que eu tenho alguma vontade secreta de pegar… coisas normais do dia a dia. E agora, o que você pode fazer fora tudo isso?

– Fuçar o face dele de vez em quando e pensar “noss, que merda hein”. Por mais legal que seja o post, a foto, a música, você pode xingar, e achar tudo aquilo um lixo. Faz bem pra alma!

– Falar mal dele pras suas amigas. AH GENTEEEE, quem não vai falar mal né? Por favor… Você passou tanto tempo falando de todas as fofurinhas e nheconheco dele, que agora você pode xingar aquela mania chata dele que você ignorava.

– Poostar música fossa nas redes sociais,  de vez em quando não da pra segurar também né?

– Sair e conhecer caras novos. Super funciona pra mim… tem gente que não consegue porque o beijo do ex… mimi, mas pra mim é uma das grandes soluções da vida, quem não gosta da parte engraçada do cara chegando em você e dizendo o quaaaanto você é linda e como ele te viu de longe porque você brilha muito? hahahahahahahahahah

– Dar bola pros caras que te adoram. Eles sempre vão te elogiar A LOT, e isso faz bem pro ego!

Todo recalque é bem vindo pra te trazer de volta a vida! Os meios não justificam os fins nesse caso, porque se tudo funcionar, você ta ótima beeem, e mais linda e sexy do que nunca, MUAAAAA.

Polêmica: Status de relacionamento

Status

Todos esperam a minha revolta, mas não, sem revolta!

Só vou falar um pouco desse assunto polêmico que todas as meninas e meninos, que pretendem se relacionar com alguém, vão passar em algum momento da  vida… situações delicadas, e que podem se estender por um período de tempo indeterminado.

O status de relacionamento. O diabinho, gerador de discórdia e expectativas.

Isso é coisa de relacionamento contemporâneo. No passado – sei tudo sobre isso, vivi muitas experiências nesse tempo – você gostava da menina, ela gostava de você, você roubava um beijo e ela era sua namorada! UAU! Praticidade mil… Talvez as pessoas terminassem mais também, para poderem trocar de parceiros, mas se você perguntar pros seus pais ou avós com certeza a rotatividade era menor, e eles certamente não entendem de onde veio o *pegar geral*.

Atualmente, de acordo com a Escala Grossmann, você tem que passar por diversos status pra chegar em algum que realmente faça sentido, você pega, fica, fica sério, e etc… e daiiii você namora. Esse processo pode levar um mês, dois, cinco, dez meses, um ano, dois, três e assim vai, e enquanto isso? Existem regras silenciosas que partem das expectativas de cada lado do casal para com o outro. Exclusividade, aberto, sexo casual, namoro não assumido, amizade colorida, complicação!

Eu não sou contra o meio termo, porque eu sou uma pessoa complicada e que vai arrastar o quanto der, como tudo na vida, por preguiça ou por incerteza. Agora, você ter incerteza é ok, até a hora que você pensa que a mesma dúvida existe do outro lado, ai você vai pirar, ficar louca, se sentir rejeitada e ir correndo pro horóscopo ver como vai ser o seu mês amoroso, só os astros na causa!

Não sei a que conclusão eu chego com isso, mas eu certamente já estou inclinada para a definição do status, só pra ter certeza que os dois lados querem e sentem a mesma coisa. *Pensamentos de laura comendo sushi califórnia “Feito pelo cu do sushi man”*

yey, dia dos namorados!

Eu tinha começado um post revolts, mas eu sou só paz e amor, e como hoje é dia dos namorados, separei os meus 10 casais preferidos pra inspirar todo mundo, porque eu acho tudo isso bem fofo e adoro casais, mesmo não fazendo nada da minha vida hoje – porque eu fui renegada – eu acho que é um dia muito lindo, e amável, e adorável, e cor de rosa! Beijos!

– Emily VanCamp e Josh Bowman
JOSH
Que casal MAAAIS lindo da vida, os dois são lindos, ele se veste super bem, e não se importa em ser pego dando uns beijinhos na namô dele, afeto em publico, fofo! Eles também são casal em Revenge, o que deixa tudo mais interessante! Team Daniel!

– Noah e Ally
Image

“Eles nem são um casal de verdade mimim”. E daaai? A lista é minha!! E Gente, quem não viu Diário de uma paixão e não soltou um suspiro enquanto se perguntava “Cadê esse homem que não aparece na vida real?” que atire a primeira pedra. if you’re a bird, I’m a bird.

– Satine e Christian
MOULIN
“Outro de ficção? Qual é o problema dessa menina?” Ai, é um dos meus filmes preferidos da vida, e eles são um casal bonito vai, eles cantam, ficam se olhando na cara do do duque, tem uma música secreta, e ela troca a vida de diamantes e homens por ele, quanto amor, tirando que ela morre no final… É tudo muito intenso e “verdadeiro”.

– Kourtney Kardashian e Scoot Disick
KOURTNEY
Own!! Minha Kardashian preferida e o Scott, eles brigam, se alfinetam, tacam comida um na cara do outro e são tããão bonitinhos juntos, fora o estilo do casal de dar inveja em qualquer mortal, todo mundo que assiste o programa vê como a relação deles é otima!

– Ashton Kutcher e Mila Kunis
ASHTON
Adoro quando a galera chama eles de casal bagaceira, e eles sambam na cara da sociedade sendo maravilhosos mesmo assim! Já tava na hora do Ash – intimidade é outra coisa – arranjar alguém da idade dele, né? Eles são fofos, estão loucos pra casar e reproduzir, e não estão nem ai pra galera que fala mal.

– Tom Fletcher e Gio
Image

AAAHHHHH ADORO ESSE! Eles tão juntos fazem miiil anos, desde ante do tom virar magro, famoso, ter tanquinho e ser rico! Agora estão casados e todas as mulheres do mundo faleceram quando viram o video do discurso do casamento dele pra ela. O que mais ela pode querer? It’s all About youuuuu

– Chuck Bass e Blair Waldorf
Image
Clichê, eu sei, mas não preciso nem falar nada sobre esse né? Muito amor!

– Blake Lively e Ryan Reynolds
BLAKE
Só pelo casamento secreto eles já ganharam pontos comigo, é romântico – mas eu quero festa – e discreto! Até coloquei uma foto safadinha ai em cima, porque eles não gostam muito de aparecer e dar beijinhos em público não… Que casal liiiindo né?

– Isis Valverde e Tom Rezende
ISIS
Coloquei eles porque adoro as declarações via redes sociais!! risos. Mas é sério!

– Mariana Rios e Di Ferreiro
MARIANA
Ai, eles são muito cutes também, viajam o mundo registrando os momentos fofos pelo instagram, estão noivos já, e eles combinam tanto que fizeram até propaganda de dia dos namorados… nhonhonho

São taaaaantos casais boniiis né? Eu gosto de ver, e não de cortar os pulsos – COFCOFCOFLAUCOF